Lar > Hub indetectável > Revisão do GPTinf : O GPTinf é eficaz para contornar a detecção de IA?

Revisão do GPTinf : O GPTinf é eficaz para contornar a detecção de IA?

O software de detecção de IA pode identificar e sinalizar facilmente conteúdo criado com ferramentas como ChatGPT ou Jasper AI. Com humanizadores de IA como GPTinf, no entanto, você pode reescrever o conteúdo gerado por IA em texto que é indetectável pelas ferramentas de detecção de conteúdo de IA.

Mas o GPTif é tão eficaz quanto afirma ser? Nesta revisão do GPTinf , executaremos o GPTinf em alguns testes para ver quão eficaz ele é na humanização do texto gerado por IA.

Use HIX Bypass e ignore a detecção de IA sem problemas

ignore os detectores de IA perfeitamente com o HIX Bypass . Descubra o poder da escrita AI profissional, de alta qualidade e indetectável; comece hoje!

Experimente HIX Bypass para criar escrita de IA indetectável

Seu conteúdo
Dicas de uso
Modo:
Mais recente
Saída
empty icon

O que é GPTinf?

imagem5 (7).jpg

GPTinf foi fundada em 2023 , uma empresa relativamente nova na indústria de IA. Este é um humanizador de texto de IA simples e direto que afirma ignorar uma ampla variedade de softwares de detecção de IA. Isso inclui ferramentas como Turnitin, GPTZero e Copyleaks, entre outras.

A plataforma oferece um sistema de assinatura mensal que se baseia na quantidade de palavras que você deseja reescrever por mês. Requer uma conta para ser usado e possui uma opção de lista congelada que permite “congelar” certas palavras-chave, evitando que sejam reescritas. Isto é particularmente útil ao lidar com documentos técnicos altamente específicos, onde certas palavras, expressões e frases devem permanecer inalteradas para maior precisão.

Recursos do GPTinf

  • livre para tentar
  • Ignora muitos detectores de IA diferentes
  • Recurso de lista congelada para preservar certas palavras
  • Design elegante e minimalista

O GPTinf pode ignorar a detecção de IA?

Como uma revisão adequada do GPTinf , precisamos descobrir se o conteúdo processado gerado pelo GPTinf pode ignorar uma seleção de detectores de IA. Para começar, vamos gerar algum texto usando ChatGPT. Nesse caso, pedimos ao ChatGPT que escrevesse um pequeno artigo sobre o futuro do piloto automático veicular.

imagem10 (6).jpg

A peça resultante é sobre o que você esperaria de um artigo escrito ChatGPT, e é muito provável que você seja sinalizado neste momento. Então, vamos copiar o resultado e colá-lo em GPTinf e ver o que acontece:

imagem8 (7).jpg

De cara, podemos ver alguns erros no artigo reescrito. Um problema com os humanizadores de IA é que, nas suas tentativas de reescrever uma frase, a gramática resultante nem sempre é perfeita. Uma possível explicação para isso é que o humanizador de texto está tentando imitar “erros humanos” no texto de saída para aumentar a probabilidade de contornar a detecção de IA, parecendo mais humano em suas imperfeições.

Você pode ver isso na primeira linha da seção “Mais Segurança”, onde diz “no futuro” em vez de “no futuro”, o que torna a frase mais rígida. Além disso, a frase “inaugurador”, conforme mostrado na última frase, é escrita como “inaugurador”.

Com erros como esse aparecendo ao longo do seu artigo, você terá que editá-los manualmente para que a peça fique apresentável, o que pode exigir mais tempo e esforço. Mas vamos supor que você esteja satisfeito com os resultados como estão. Vamos ver como ele se comporta contra diferentes tipos de detectores de IA:

GPTinf contra Originality.ai

imagem3 (5).jpg

Originality.ai sinaliza o artigo do GPTinf como escrito por IA. Todo o texto visível do artigo é destacado em vermelho, o que significa que o software o sinalizou como sendo escrito por IA. Originality.ai deu ao artigo uma pontuação de 15% original e 85% AI, o que está longe do ideal.

Para quem não está familiarizado com o funcionamento da pontuação nessas ferramentas, as porcentagens não significam que o artigo seja composto, digamos, de 15% de trabalho original e 85% de IA. Em vez disso, reflete os níveis de confiança da ferramenta e, neste caso, Originality.ai tem 85% de certeza de que o artigo foi gerado por IA.

GPTinf contra GPTZero

imagem9 (9).jpg

Os resultados do GPTinf são ainda piores quando passados ​​pelo GPTZero. Nesta ferramenta, as frases geradas por IA são destacadas em amarelo e, como você pode ver na captura de tela, todas as frases são destacadas.

A pontuação final dada GPTZero é de 94% de IA e 6% de humanos. Ele também tem uma classificação para frases “mistas” ou frases escritas usando geração de IA e escrita humana, mas a ferramenta mostra uma pontuação de probabilidade de 0% para esse tipo de conteúdo.

GPTinf contra Copyleaks

imagem11 (5).jpg

Ao contrário das outras duas ferramentas, GPTinf oferece um resultado mais direto. Todas as frases estão destacadas em vermelho, o que significa que o artigo foi gerado por IA. solidificando o fato de que vários detectores de IA sinalizam independentemente a mesma peça como conteúdo de IA.

Uma alternativa ao GPTinf: HIX Bypass

imagem4 (5).jpg

A análise do GPTinf acima mostra claramente que, apesar de seu design elegante e de um pequeno recurso útil para congelar certas palavras, o GPTinf está longe de ser confiável. Mesmo que você não se importe com detectores de IA, o texto já contém pequenos erros que precisarão ser corrigidos, e você também estará fazendo o trabalho para conteúdo que simplesmente não passa na detecção de IA.

Se você deseja uma ferramenta com desempenho mais confiável e que ofereça mais recursos, o HIX Bypass é uma alternativa muito melhor. Ele pode processar e lidar com texto gerado por IA criado por modelos de linguagem de IA, como ChatGPT, Jasper, Bard ou GPT-4, e então produzir conteúdo humanizado que pode facilmente ignorar detectores de conteúdo de IA populares, como GPTZero e Originality.ai .

HIX Bypass pode ignorar todos eles

GPTZero
Originality.ai
Turnitin
ZeroGPT
Sapling
Winston AI
Writer
Crossplag
Content at Scale
Copyleaks
Scribbr

Ele também usa tecnologia avançada de humanização de texto para tornar o conteúdo de IA indetectável , resultando em conteúdo escrito por humanos do início ao fim. Além disso, para aqueles preocupados com a originalidade, o HIX Bypass garante que seus resultados são 100% livres de plágio, garantindo que você não terá problemas para postar conteúdo de IA como se fosse seu.

Recursos do desvio HIX

  • Funciona com todos os tipos de conteúdo de IA
  • Utiliza tecnologia avançada de humanização
  • Inclui uma infinidade de recursos úteis
  • Desempenho estável contra detectores de IA populares
  • Conteúdo livre de plágio
  • Humanização de texto otimizada para fins de SEO
  • Ignora filtros de spam em e-mail

O HIX Bypass é melhor que o GPTinf para ignorar a detecção de IA?

Apenas para realmente provar o quão mais eficaz o HIX Bypass é em relação ao GPTinf, usaremos o mesmo artigo que geramos para os testes do GPTinf e executá-lo através do HIX Bypass. Em seguida, analisaremos esses resultados através dos mesmos detectores de IA apresentados anteriormente, proporcionando uma comparação clara entre as duas plataformas.

Para referência, aqui está o resultado do HIX Bypass:

imagem2 (5).jpg

Ao contrário de GPTinf, não há erros evidentes nesta reescrita, então você não terá que verificar novamente se há erros gramaticais ou ortográficos após a humanização. Vamos colocar o artigo reescrito nos diferentes detectores de IA e ver quais resultados obtemos.

HIX Bypass contra Originality.ai

imagem7 (6).jpg

Os resultados do Originality.ai para HIX Bypass são completamente opostos aos do GPTinf. O detector AI deu ao HIX Bypass uma pontuação de 91% original e 1% AI. Isso significa que o software está altamente confiante de que o texto resultante foi escrito por humanos.

HIX Bypass contra GPTZero

imagem6 (6).jpg

O HIX Bypass também apresenta bons resultados através do GPTZero. Na verdade, o software deu ao artigo uma pontuação de 0% para IA, o que significa que ele não acredita que uma única frase tenha sido escrita puramente por IA. Há uma pontuação de 6% para conteúdo misto, mas na maior parte, GPTZero parece acreditar que o artigo foi escrito por humanos.

HIX Bypass contra Copyleaks

imagem1 (6).jpg

Copyleaks nos dá um resultado tão simples quanto da última vez. Só que agora não temos nenhuma frase destacada e o veredicto é que o artigo foi escrito por humanos.

GPTinf vs HIX Bypass: Comparando resultados

Dê uma olhada nesta rápida comparação entre os resultados de ambos os humanizadores de IA:

  • Detectores de IA
  • Resultados GPTinf
  • Resultados do HIX Bypass
  • Originality.ai
  • 15% humano, 85% IA
  • 91% humano, 9% IA
  • GPTZero
  • 6% Humano, 0% Misto, 94% IA
  • 94% Humano, 6% Misto, 0% IA
  • Copyleaks
  • Gerado por IA
  • Escrito por humanos

A partir disso, podemos ver que em todos os três testes, o HIX Bypass vence por margens esmagadoras. Enquanto o GPTinf foi sinalizado como IA todas as vezes, o conteúdo humanizado gerado pelo HIX Bypass parecia ter sido escrito por humanos para todos os detectores de IA. Assim, o HIX Bypass é de fato uma escolha relativamente melhor em termos de qualidade de conteúdo e desempenho de desvio de detecção de IA.

Conclusão

GPTinf pode ter uma interface simples e um recurso interessante para humanizar texto, mas no final das contas, simplesmente não é eficaz o suficiente para contornar os detectores de IA modernos. E mesmo que você não se importe com a detecção de IA, os pequenos erros presentes em seus resultados farão com que você gaste mais tempo fazendo ajustes, o que está longe do que você deseja ao trabalhar com IA.

Como podemos ver nesta análise do GPTinf , ferramentas que podem produzir melhor qualidade de conteúdo e oferecer desempenho de desvio mais estável, como HIX Bypass , podem valer melhor o seu dinheiro do que GPTinf.

Postagens relacionadas

Veja mais